Perguntas Frequentes

Dr. Marcos Aurélio Ponte

Gravida pode ter relações sexuais?
– Sim. Normalmente durante todo o período gestacional. Gravidez não é uma doença e sim uma nova fase da vida em que a mulher adquire alterações fisiológicas e encantadoras com o seu corpo. O que a impede de ter relação sexual neste período, seria se a mesma apresentar intercorrências tais como: sangramento vaginal ou contrações uterinas, que são dores sentidas na região lombar ou cólicas na pelve ou abdômen inferior. Nesses casos deverá consultar o seu obstetra


Toda mulher precisa tomar anticoncepcional?
– A opção cabe a ela. As que não desejam ter filho precisam tomar. Existem várias outras formas de evitar a gravidez. Tabela, Dil, bílis, diafragma…

Anticoncepcional para evitar forte TPM e cólicas dolorosas. É recomendado?
– Sim. Principalmente para as adolescentes que estão iniciando o seu ciclo menstrual e que após os dois primeiros anos da menarca (1a menstruação), persistirem com a dismenorréia, ou seja, com fortes cólicas menstruais. Nesses casos, pensar em uma patologia conhecida como Endometriose. É importante que o ginecologista oriente a família e à adolescente os benefícios que os contraceptivos poderão lhe proporcionar. Em algumas situações recomendamos a interrupção temporária da menstruação.

Tenho muita cólica, dor de cabeça e dores nos seios durante a TPM. Isso é normal?
– Sim. É muito comum. Mas nem todas mulheres apresentam. Isso ocorre pelo predomínio nessa fase de um hormônio conhecido como progesterona e que algumas mulheres são mais sensíveis. Nesses casos é recomendado o uso de contraceptivos associado com diuréticos e concomitantemente a anti-inflamatórios.

Às vezes parece que sinto algo escorrendo na calcinha. O que é isso?
– Secreção vaginal. Pode ser corrimento como é conhecido popularmente, podendo ser infeccioso ou um processo inflamatório na vaginal. A inflamação pode ser na parede vaginal ou no colo do útero e isso aumenta a secreção. Pode ser sem cheiro, mas por ter um aumento na quantidade, acaba sendo um desconforto. E as infecções vaginais que são causadas por bactérias ou fungos. No caso dos fungos temos as famosas candidíases vaginal, com secreção mais esbranquiçada, pastosa, inodora e apresentando prurido (muita coceira vaginal). As infecções bacterianas que já apresentam um cheiro mais forte que pode incomodar a mulher, precisando de tratamento. Também pode ser fisiológica, normal, que altera conforme o ciclo menstrual. Resumindo, pode ser fisiológica, uma inflamação ou uma infecção, devendo ir ao ginecologista para certificar se aquela secreção é normal ou não.

 

Sinto que tenho pouca lubrificação na hora da relação sexual. O que pode ser?
– Muitas vezes é relacionada ao próprio preparo sexual. Para ter a relação sexual precisa do preparo psicológico, emocional, estimulo através do toque, caricias ou verbal.
Existem mulheres que não tem secreção por uma falta hormonal. Nesse caso, existe a reposição hormonal dependendo da faixa etária. Pode ser ainda uma inflamação na parede vaginal. Geralmente o problema é hormonal e precisa do ajuste para melhorar a secreção.

Sinto dor no sexo. É normal?
– Não. Sexo não é para sentir dor e sim ser prazeroso. O que causa dor no sexo: ressecamento vaginal ou um processo inflamatório – doenças inflamatórias pélvicas. Isso faz com que a mulher não queira ter relação sexual. Precisa investigar se não é um problema hormonal que causa ressecamento ou uma inflamação.


Porque tenho infecção urinaria ou candidíase tantas vezes?
– Infecções de repetição. A urinária na maioria das vezes é por conta de falta ingesta de água mesmo. Precisa ter o habito de beber água, fazer parte da rotina. Isso faz com que ela evite as infecções urinárias. Não precisa sentir sede para beber água. Tem que ter o objetivo de hidratar e fazer com que o rim funcione. Quando tem pouca urina, e essa urina se concentra na bexiga, com aquela coloração amarelada, já vai servir como meio de cultura, onde vai começar a crescer e desenvolver bactérias.
Quanto à candidíases: pode ser relacionada a uma alteração na flora vaginal. A alteração pode ser por uso de medicações, como os antibióticos e outro exemplo corriqueiro é o estresse.
 
Da para engravidar tendo relações enquanto estiver menstruada?
– Não. No período menstrual não se engravida. O período fértil ou ovulatório da mulher, ocorre na grande maioria em torno do 14o ao 16o dia do ciclo. Ou seja, para aquelas que ciclam regularmente em torno de 28 e 30 dias. O que ocorre é que algumas mulheres engravidam sem tomar conhecimento, ou mesmo, não perceberem os sinais ou sintomas que ocorrem neste período da ovulação. Que são entre eles, o aumento da secreção vaginal, como um muco ligamentoso e/ou mesmo dores pélvicas. Passados os 14 dias dessa fase, ocorre a implantação do embrião no útero que pode causar com um leve sangramento uterino de 1 a 2 dias, processo esse, chamado de nidação e ela atribuir esse sangramento como se fosse a nova menstruação que chegou e que coincide com o período menstrual. Que na verdade já se encontra grávida.
 
Acho que os pequenos lábios são maiores que o normal?
– Nesse caso precisa ser avaliada pelo ginecologista. Muitas vezes a mulher acha que é grande, porém esta normal.
Existe em alguns casos um aumento desproporcional dos pequenos lábios e isso chega a causar desconforto até mesmo durante a própria relação sexual, com o coito, a mulher sente dor e na questão estética se sente desconfortável em usar uma roupa, percebendo que fica além do normal.
Para isso existe a correção cirúrgica que se chama ninfoplastia, para questão estética. Temos ótimos resultados, uma cirurgia muito frequente e tranquila.
Muitas mulheres não falam sobre esse assunto, nem mesmo dentro do ciclo de amizade entre amigas ou familiares, por ser muito pessoal. Inclusive dentro do consultório como a grande maioria tem vergonha de perguntar sobre essa questão e muitos médicos não abordam o assunto, após constatar um excesso de pequenos lábios, realiza-se uma abordagem para ver se é algo que foi percebido pela paciente e mostramos que existe essa correção cirúrgica que é bem tranquila. As pacientes ficam surpresas e bem animadas para proceder com a correção. É frequente as pacientes ficarem anos com esse incomodo, sem saber da existência da correção cirúrgica.
 
A cirurgia de ninfoplastia é tranquila?
– Tranquila. Feita com anestesia por bloqueio. Pós-operatório bem tranquilo, a paciente vai para casa no dia seguinte, pontos internos (paciente não ver corte e pontos) e 15 dias de recuperação.
 
Ovário policístico. O que são?
– São ovários que tem vários cistos devido a ciclos não ovulatórios. Pacientes que não ovulam e vão acumulando os cistos foliculares. Por alguma disfunção hormonal ela não desenvolve o folículo, não cresce e aquele folículo não ovula. Causando o acúmulo (muitos chamam de cistos). São mulheres que possuem excessos de pelos pelo corpo, muito tempo sem menstruar (menstruação irregulares) e acnes (espinhas). Precisa intervir com hormônios para induzir a ovulação, reduzindo o excesso de hormônio masculino.
 
Quais exames preciso fazer? De quanto em quanto tempo? E com que frequência preciso agendar consulta?
– A primeira consulta ginecológica seria importante e deve ser iniciada, quando a adolescente começa a menarca, ou seja, a primeira menstruação. Uma consulta em que a mãe levaria a adolescente, para junto com o ginecologista, receber orientações sobre os ciclos menstruais e possíveis alterações e sintomas que poderão surgir, a partir daquela importante fase da vida que está começando. A partir do momento que se inicia a vida sexual, as consultas devem ser realizadas anualmente, onde se colhe o exame papanicolau. Se realiza ecografia transvaginal e exames laboratoriais.
 
 
É normal sentir como se fizesse ou fazer xixi quando tusso, espirro ou dou gargalhadas?
– Não é normal. Isso se chama incontinência urinária. Tem que ser investigado. Hoje existem vários tratamentos para a incontinência, pode ser cirúrgico, laserterapia e medicações. O exame estudo urodinâmico é importante para avaliar o grau e a intensidade das perdas urinárias.
 
É verdade que a vagina pode ficar frouxa?
– Sim. Um relaxamento vaginal. Muitas vezes acontece pós-parto, existindo um relaxamento da musculatura pélvica que pode ser melhorado com fisioterapia e às vezes precisa passar por um processo cirúrgico para reconstituição da pelve.
 
 
 
 
 

Dr. Marcos Aurélio Ponte

Graduação: Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará – (UFC).
Residência Médica: Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital Regional de Taguatinga (HRT).
Titulação: Titulo de Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela AMB/FEBRASGO.
Formação:
  • Formação em Vídeo cirurgia Laparoscópica;
  • Formação em Ultrassonografia em Ginecologia e Obstetrícia.

Membro:

  • Membro da Associação Médica de Brasília (AMBr);
  • Membro da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia- (FEBRASCO);
  • Membro da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia de Brasília – (SGOB).

  Dr. Marcos Aurélio conta com mais de 20 anos de experiência voltada para prevenção, diagnóstico, tratamento clínico e cirúrgico das doenças ginecológicas, além de acompanhamento Pré-Natal e Parto. Foi coordenador técnico da emergência em ginecologia no hospital Anchieta por mais de 8 anos.  É médico do Instituto de Assistência à Mulher – IBRAM e da Secretaria de Saúde do GDF. CRM: 7995 TEGO: 0370/2006 – DF